sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

"Parque de Diversões" é indicado a 4 prêmios

Num ano com tantas perdas e retrocessos na área da Cultura, uma ótima notícia: nosso espetáculo Parque de Diversões foi indicado em 4 categorias do Prêmio Açorianos de Teatro 2016:

  • Melhor Dramaturgia
  • Melhor Ator
  • Melhor Iluminação 
  • Melhor Trilha Sonora

Imagem: Regina Peduzzi Protskof

Escrito e dirigido pelo dramaturgo Diones Camargo (Andy/Edie, 9 Mentiras Sobre a Verdade, Hotel Fuck, Os Plagiários) em parceria com o ator Marcos Contreras (Édipo, Platão Dois Em Um, Fassbinder – O Pior Tirano é o Amor), a peça – que estreou em 2008 e voltou a cartaz em 2016 numa versão atualizada – discute a alienação do mundo contemporâneo através da figura de um homem que se sente anestesiado pela realidade à sua volta. Deitado em sua cama, o personagem comenta à plateia os fatos que o levaram àquele estado de absoluta letargia. Em meio a lembranças, ressentimentos, consumo e abuso de drogas, ele enxerga nas circunstâncias apenas desculpas para refugiar-se em seu apartamento. Sua paz só é rompida pelo parque de diversões que fora montado bem em frente à sua janela e que insiste em, dia após dia, invadir seu quarto com ondas de intolerável alegria. Unindo linguagem audiovisual, experimentação sonora e performance ao vivo, o espetáculo recebeu elogios entusiasmados do público e da crítica.

Imagem: Regina Peduzzi Protskof
A cerimônia de entrega dos troféus ocorrerá hoje, dia 09 de dezembro de 2016, às 20h, no Teatro Renascença, em Porto Alegre. A entrada é Franca.


Ficha Técnica (temporada 2016)

Texto e Direção: Diones Camargo e Marcos Contreras
Atuação: Marcos Contreras
Cenografia: Alexandre Navarro Moreira
Trilha sonora original: Pablo Sotomayor
Iluminação: Thais Andrade
Figurino: O grupo
Vídeos do espetáculo: Daniel Laimer
Participação especial: Elisa Volpatto (em vídeos de Daniel Laimer)
Arte gráfica: Leo Lage
Produção: Bel Ponte
Vídeo de divulgação (Catarse): Alexandre C. Moreira
Trilha (vídeo de divulgação Catarse): Kevin Brezolin
Apoio: Galeria La Photo
Duração do espetáculo: 60 minutos


Imagem: Regina Peduzzi Protskof | arte: D.C.

PS: a equipe da peça aproveita a oportunidade para agradecer aqui a TODOS os que colaboraram com o projeto de alguma maneira, especialmente os que apoiaram via Catarse. Abaixo, a lista completa* de apoiadores:

Adriana Nascimento Borba
Anne Fernandes
Barbara Acosta Nicolaiewsky
Bruno Polidoro
Carina Strossi
Cibele Carneiro
Clarissa Ramires do Nascimento
Claudia Bello
Clóvis Dias Massa
Deborah Blank
Débora Maier
Denise Maracci da Silveira
Eduardo Goldberg Rabin
Emiliano Fischer Cunha
Fabiana Mendes de Oliveira
Fernanda Mandagará
Fernando Ripoll Stroher
Frederico Hamann Vittola
Gabriela Poester
Guilherme Lippert
Guilherme Ruano Campana
Ian Ramil
Joana Alencastro
Karen Hofmann
Laís Virginia Alves Medeiros
Leandro Miranda
Lisandro Pires Bellotto
Luiz Osório Teixeira Centeno
Maria Emilia Aragón Borne
Margarida Peixoto
Marina Volpatto
Martina Fröhlich
Pâmela Nunes
Patricia Fagundes
Patrick Magalhães
Rafael Ortiz
Ricardo Pavão Pereira
Rodrigo Scalari
Sergio Andrés Lulkin
Simone Beckel
Sissi Betina Venturin Garcia
Tiago R. C. Lopes
Valeria Tovar Verba
Vicente Moreno
Viviane Falkembah

 *alguns apoiadores optaram pela opção "Apoio não-público", portanto não divulgaremos aqui seus nomes. Caso queiram que os incluamos na lista, pedimos que nos informe por mensagem e então faremos a atualização

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Nove Mentiras Sobre a Verdade


Nove Mentiras Sobre a Verdade é o novo monólogo do dramaturgo gaúcho Diones Camargo, co-criador de Parque de Diversões e autor de, entre outras peças, Andy / Edie, Teresa e o Aquário, Hotel Fuck - Num dia quente a maionese pode te matar e Peru, NY.

Vencedora do Prêmio Açorianos de Melhor Atriz 2010 (Vanise Carneiro) e indicada ao Prêmio Açorianos de Melhor Dramaturgia, a peça nos apresenta a Lara, uma famosa atriz de cinema, que estrelou diversas produções de renome, atuando ao lado de atores consagrados e adquirindo ao longo de sua carreira um imenso prestígio. Lara tem um filho de 6 anos a qual ama de maneira incondicional e lamenta que, pela agenda atribulada, não despenda mais tempo em sua companhia. É uma pessoa feliz, bem-sucedida financeiramente e tranquila….. MENTIRA!

A personagem, interpretada pela premiada atriz Vanise Carneiro, na verdade não passa de uma mentirosa compulsiva, que aproveita a primeira visita a um grupo de apoio a mitômanos para fantasiar ainda mais sobre a sua suposta vida de estrela. E é ali, no palco e entre o público, que ela despeja seus sonhos, devaneios e anseios como se fossem verdades -como se ela tivesse realmente vivido aquilo tudo. Porém, aos poucos a máscara de pessoa segura e bem-sucedida vai caindo, a melancolia adentrando devagar pelo espaço da cena, e é só então que podemos perceber a realidade cruel: a de que a sua exsitência tem sido realmente um fracasso, em todos os campos imagináveis.

O espetáculo dirigido pelo cineasta Gilson Vargas gira exatamente em torno desse tema complexo, mas extremamente comum em nosso dia a dia: a necessidade de confrontar com a própria imaginação o pragmatismo da realidade, sem deixar que a fantasia a. Além disso, o texto trata de temas como o ego exacerbado do meio artístico, a separação existente entre atores e figurnates (seja nas telas ou na vida) e o preconceito que os primeiros exercem têm pelos segundos, além da inevitável solidão quando se percebe que não fazemos parte de um universo que almejamos durante a vida inteira, seja ele qual for... e seja quantas vidas forem.




CONCEPÇÃO: Vanise Carneiro, Diones Camargo e Gilson Vargas

TEXTO: Diones Camargo

DIREÇÃO: Gilson Vargas

ATUAÇÃO: Vanise Carneiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...